cabecera
Início » Apresentação » Pontos principais » Tradição Vedanta
logo transparente
mancha
English · Español · Français
icono facebook icono twitter icono instagram

A sistematização da Tradição Vedanta

Sesha fornece na obra Vedanta Advaita uma sistematização simples e esquemática dos ensinamentos dos mestres advaita Govindapada, Gaudapada e Sankara, em conjunção com os marcos fundamentais da Raja yoga estabelecidos pelo sábio dualista Patanjali, integrando os dois enfoques, em suas formas coincidentes e complementares.

A partir desta sistematização se evidenciam as imensas similaridades  existentes nos variados modelos filosóficos de diversos mestres orientais. Uma descrição passo a passo dos diversos estados da mente, permite reconhecer os pontos de encontro entre as idéias desses importantes mestres.

Nesta mesma obra se esclarecem e hierarquizam os diversos estados de êxtase ou níveis de samadhi, descritos entre outros por Sankara e Patanjali, e que agora ficam integrados em cinco únicos estados de consciência : Estado de Sonho, Estado de Pensamento, Estado de Observação (savilkalpa samadhi associado a objeto), Estado de Concentração (savikalpa samadhi associado a som) y Estado de Meditação ou samadhi propriamente dito (nirvikalpa samadhi).

O maior dilema que enfrentam os estudantes ocidentais ao iniciar a prática da meditação são a falta de indicações do sistema operacional da mente nos seus próprios processos interiores e a desordem que impera no instrumento mental. A mente não é um mecanismo devidamente depurado e educado para detectar as variadas e sutis atividades de si mesma, graças às quais é possível conhecer as diversas formas de realidade. Por isso é necessário fornecer a ela, material organizado para que a analise do mundo interior seja mais fácil. Esta é a razão da sistematização que Sesha faz da metafísica hindu.

© Asociación Filosófica Vedanta Advaita Sesha 2006-2020 — Informação Legal · Créditos · Mapa do site